29
09-2017

A pintura com luz de um finlandês

As fotos de Janne Parviainen são feitas apenas com um clique de longa exposição, mesmo as que preenchem todo o quadro, como esta

As fotos de Janne Parviainen são feitas apenas com um clique de longa exposição, mesmo as que preenchem todo o quadro, como esta

Certa noite, o finlandês Janne Parviainen voltava a pé para casa e esqueceu de desligar a câmera. Ao chegar, percebeu que a velha Canon Ixus 40 ficou o tempo todo ligada em modo de longa exposição, e os postes acesos da rua haviam deixado traços de luzes. Essa imagem o conquistou instantaneamente. “Logo comecei a experimentar de que outras formas eu poderia usar luz e longa exposição para fazer imagens. Acabei me apaixonando por light painting”, conta. E isso se transformou em produções impressionantes.

Antes dessa descoberta inspiradora, o fotógrafo já fazia imagens tanto com a câmera quanto com o pincel. Formado em artes plásticas, Janne conta que a sua vida gira em torno da arte. O pai desde jovem tem como hobby principal a fotografia. A mulher, com quem tem três filhos, trabalha em uma galeria de arte, e os dois irmãos também estão envolvidos no meio. Ele, quando não passa noites inteiras fazendo produções de light painting, está no estúdio fazendo pintando quadros a óleo ou dando aulas de artes.

As luzes contornam corpos e objetos para formam uma imagem única; tudo é feito com muita paciência, em 10 ou 15 minutos

As luzes contornam corpos e objetos para formam uma imagem única; tudo é feito com muita paciência, em 10 ou 15 minutos

Adepto aos ideais anticapitalistas, o finlandês diz orgulhoso que não precisa do mais caro equipamento para fazer imagens de qualidade. Com uma Sony Alpha A200 com foco automático quebrado e uma lente 18-55 mm, fez todas as imagens que ilustram esta reportagem. O que conta mesmo, garante Janne, é a habilidade do fotógrafo em lidar com o que está disponível.

Luz na noite

É preciso ter muita paciência e concentração para fazer uma boa foto com light painting, ensina Janne. São geralmente de 10 a 50 minutos com o modo de longa exposição acionado, sem contar o tempo de preparação do cenário. Para a foto Guernica Now, inspirada na obra do pintor espanhol Pablo Picasso (1881-1973), ele precisou da ajuda da mulher, que foi a modelo. Depois de estudar bastante o cenário (um cômodo da casa), calculou o espaço que apareceria no enquadramento da câmera – algo que depois de anos de prática já faz automaticamente – e marcou os lugares onde a mulher se colocaria quando o diafragma da câmera estivesse aberto.

O fotógrafo trabalha em ambiente totalmente escuro para usar a técnica do light painting e alguns dos trabalhos são feitos em casa mesmo

O fotógrafo trabalha em ambiente totalmente escuro para usar a técnica do light painting e alguns dos trabalhos são feitos em casa mesmo

Caixas foram relocadas, móveis foram movidos e travesseiros foram retirados. Quando estava tudo pronto, Janne se pôs a trabalhar: foram 50 minutos fazendo traços na absoluta escuridão, preenchendo todo o quadro com os desenhos que fez. Tudo foi feito com led de luz branca (daí o efeito P&B). Para as fotos coloridas, são usadas led RGB, em que as cores podem ser alternadas.

O finlandês classifica esse tipo de imagem – as que as luzes riscam todo o quadro – como fotos “topográficas”, porque criam relevos. Nelas, todos os móveis e itens que estão dentro do enquadramento da imagem são cobertos com traços de luz. “Algumas vezes tenho de subir em cadeiras para fazer o teto e depois rastejar embaixo das mesas para cobri-las também”, conta. Quando precisa fazer a forma de um corpo, faz riscos horizontais em volta de uma pessoa, da cabeça aos pés. As figuras humanas são importantes nas imagens, segundo Janne, porque estimulam a imaginação do espectador a várias possibilidades de histórias.

Janne Parviainen também gosta de trabalhar com light painting em lugares abandonados e em ruínas, como nesta foto

Janne Parviainen também gosta de trabalhar com light painting em lugares abandonados e em ruínas, como nesta foto

Fora e dentro

Já para as locações, há duas possibilidades: quando está em casa, tenta visualizar novas cenas até ter certeza do que quer fazer, e aí trabalha para ajeitar o espaço da forma que planejou. Quando está fora de casa, ele cria conforme o local onde está, geralmente com a ajuda de seu irmão mais novo ou dos amigos – embora seja frequente criar imagens sozinho. “Sempre estou atento para encontrar lugares que me inspiram e me fazem pensar em uma imagem”, explica o fotógrafo. Foi assim com a imagem Big Bang: um dia caminhava com o filho de quatro anos pela região próxima a sua casa quando viu um carro queimado de capô aberto.
Na noite seguinte, voltou para fazer uma imagem que lhe ocorreu quando estava com o filho: um homem de luz sentado em cima do teto do carro queimado. “É uma das minhas fotos favoritas, deu certo na primeira tentativa”, conta animado. Para esta, o tempo de exposição foi de dez minutos. “Tento contar um pouco de mim pelas minhas imagens, como estou me sentindo e como vejo o mundo. O que me inspira é tentar fazer as pessoas sentirem algo quando veem as minhas fotos. Se o observador não sente nada, então não consegui fazer com que a imagem atingisse seu objetivo”, afirma Janne.

Aqui ele usou uma cemitério de carros para criar a sua obra, que ele chama de fotos topográficas de luz

Aqui ele usou uma cemitério de carros para criar a sua obra, que ele chama de fotos topográficas de luz

O fotógrafo finlandês planeja é ir a lugares abandonados e fazer trabalhos de light painting em grande escala. “Sinto que lugares abandonados têm uma beleza etérea – seria realmente inspirador explorá-los com light painting”, afirma. O mais importante, no entanto, é que Janne Parviainen está satisfeito com a descoberta que fez nove anos atrás. “Estou feliz por ter encontrado a fotografia de light painting como forma de arte. Já me levou a viver experiências incríveis e a ir a lugares que tornaram a minha vida uma aventura, como sempre quis que fosse”, conta.

Making of de Janne Parviainen fazendo um light painting em seu braço num cemitério de carros

Making of de Janne Parviainen fazendo um light painting em seu braço num cemitério de carros

0

 likes / 0 Comments
Compartilhe: