05
03-2018

Tarja Preta, de Vania Toledo, mostra a vivacidade cultural LGBT

  • O cartunista Laerte é uma dos escolhidos pela fotógrafa Vania Toledo para fazer parte da exposição Tarja Preta
  • O cantor Cazuza, morto em 1990 e ícone LGBT até os dias de hoje, foi fotografado por Vânia em meados da década de 1980
  • VT048_BAIXA
  • Ney Matogrosso também integra o acervo da exposição, que fica em cartaz até 5 de maio no Museu da Diversidade Sexual

O mundo LGBT sempre foi muito controverso na história do Brasil, e mostrar sua arte ao público ainda é, muitas vezes, banalizada. Para focar na vivacidade cultural – seja no teatro, na música, ou nas artes em geral – a fotógrafa Vânia Toledo apresenta seu trabalho Tarja Preta no Museu da Diversidade Sexual, na Estação República do metrô da cidade de São Paulo. Na exposição, a fotógrafa coloca em discussão como os questionamentos comportamentais têm forte presença na cultura LGBT e como ela se mantém viva no País.

Entre os trabalhos selecionados para a exposição aberta estão retratos de grandes ícones da cultura produzidos por Vania Toledo em vários momentos de sua carreira, desde os anos 1970 até os registros produzidos especialmente para a exposição. Entre esses retratados estão a escritora Cassandra Rios, o cartunista Laerte, os cantores Cazuza e Ney Matogrosso e o estilista Clodovil.

Data: até 5 de maio de 2018
Local: Museu da Diversidade Sexual – Estação República do Metrô, Rua do Arouche, 24 – República, São Paulo (SP)
Informações: (11) 3882-8080

0

 likes / 0 Comments
Compartilhe: