23
03-2017

Estadão abre exposição com fotos feitas em celulares

  • A Catedral da Sé, no centro da foto, foi inaugurada em 1954 e a praça à sua frente é considerada o marco zero de São Paulo. Foto: Tiago Queiroz
  • Contrastes do Centro: murais do grafiteiro paulistano Binho Ribeiro e do japonês Suiko na Av. Prestes Maia, com parte da fachada do centenário Colégio de São Bento ao fundo. Foto: Tiago Queiroz
  • O edifício Altino Arantes, ao fundo, ficou conhecido como a sede do Banespa em São Paulo, e foi inaugurado em 1947 e figura entre os dez prédios mais altos do País. Foto: Tiago Queiroz

Os registros fotográficos mais marcantes são conseguidos no calor da ação, e pertencer a um espaço ou grupo contribui para um faro mais refinado da importância daquele acontecimento. Tendo em vista essa tendência do fotojornalismo, o jornal O Estado de S. Paulo, em parceria com a Motorola, lançou o projeto Eztadão, muniu sua equipe fotográfica com um celular para a cobertura do cotidiano da cidade de São Paulo, o que culminou na mostra “Fotojornalismo na Palma da Mão”, em exibição no Unibes Cultural, em São Paulo, até o dia 22 de abril de 2017.
Foram selecionadas cerca de 70 imagens de reportagens publicadas no jornal entre janeiro e março de 2017. As fotografias foram feitas com o aparelho Moto Z Play, que permite customização do usuário com módulos removíveis que projetam imagens ou amplificam o som. No caso, os aparelhos foram equipados com o Moto Snap Hasselblad True Zoom, que acopla uma lente com zoom óptico de 10x no smartphone.
Os temas da exposição variam entre a cobertura de problemas cotidianos, como obras em córregos e manutenção de parques municipais, até gastronomia e os bastidores dos desfiles do Carnaval paulistano. A lista de reportagens com fotografias feitas com o smartphone está disponível neste link.

Serviço
Data: até 22 de abril de 2017
Local: Unibes Cultural, Rua Oscar Freire, 2.500 – Sumaré, São Paulo
Informações: (11) 3065-4333

0

 likes / 0 Comments
Compartilhe: