23
04-2018

Sony anuncia Fotógrafo do Ano e vencedores gerais de seu concurso mundial

  • Paisagem: Luca Locatelli (Itália)
  • Natureza Morta: Edgar Martins (Portugal)
  • Atualidades e Notícias: Mohd Samsul Mohd Said (Malásia)
  • Natureza e Vida Selvagem: Roselena Ramistella (Itália)
  • Arquitetura: Gianmaria Gava (Itália)
  • Retrato: Tom Oldham (Reino Unido)
  • Fotógrafo do Ano Geral: Alys Tomlinson (Reino Unido)
  • Fotógrafo do Ano Aberta: Veselin Atanasov (Bulgária)
  • Esportes: Balazs Gardi (Hungria)
  • Criatividade: Florian Ruiz (França)
  • Contemporâneo: Fredrik Lemeryd (Suíça)
  • A handwritten note neatly folded and hidden in the crevice of a rock, crosses etched onto stone, ribbon carefully wrapped around piles of twigs. These are all offerings of religious devotion, known as ‘Ex-Votos’ and found at Christian pilgrimage sites worldwide. Often placed anonymously and hidden from view, pilgrims leave ex-votos as expressions of hope and gratitude, creating a tangible narrative between faith, person and the landscape. Taken at the pilgrimage sites of Lourdes (France), Ballyvourney (Ireland) and Grabarka (Poland), the project encompasses formal portraiture, large format landscape and small, detailed still-lifes of the objects and markers left behind. Shot on 5x4, large format film, the images evoke a distinct stillness and reflect the mysterious, timeless quality present at these sites of great spiritual contemplation. People and landscape merge as place, memory and history entwine. NB all images untitled and taken in 2016/2017

Após anunciar os vencedores na categoria Aberta, a Sony divulgou os grandes vencedores das categorias gerais do World Photography Awards e também o Fotógrafo do Ano do concurso. O prêmio, realizado pela World Photography Organisation, é a competição mais diversificada do mundo e em sua 11° edição contou com um recorde de 320.000 inscrições feitas por fotógrafos de cerca de 200 países.

A britânica Alys Tomlinson foi eleita como a Fotógrafa do Ano pela organização por sua série Ex-Voto, em que retrata detalhadamente os “ex-votos”, conhecidos também como oferendas de devoção religiosa que são encontrados em locais de peregrinação como Lourdes, na França; Grabarka, na Polônia, e Ballyvourney, na Irlanda. Tomlinson explora na série temas como o ambiente, o pertencimento e a identidade das pessoas que vivem a realidade desses locais.

Na categoria Aberta, o búlgaro Veselin Atanasov ganhou o título de Fotógrafo do Ano com a imagem Início de Outono, que retrata o outono no Central Balkan National Park, na Cordilheira dos Bálcãs, na Bulgária.

Confira a seguir os demais vencedores gerais do World Photography Awards:

0

 likes / 0 Comments
Compartilhe: